quinta-feira, 3 de setembro de 2015



As palavras que nunca pronunciaste
foram as que sempre necessitei escutar.
Porque é uma lástima muito grande
não se dizer nunca o que se sente."
Virginia Woolf

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Pela primeira vez na vida, sinto-me só mais um carneiro no meio da multidão...É... Vazio... um momento que de certa forma temi, mas que acreditava piamente nunca ir chegar... porque eu sou eu... menina-mulher, de perninhas á chinês e a conta do super no bolso :)
...Perninhas á chinês...tenho tantas saudades, tenho saudades de chorar a rir, de saltar, de cantar, de dançar, de brincar, de andar descalça no chão frio...
O único pensamento que me ocorre é... É... horrível! É... Vazio!
Não interessa quem eu sou, apenas o que tenho para dar... ninguém sabe quem eu sou, do que eu gosto, a minha cor preferida, o meu petisto predileto. Que musica gosto, que livros leio, os meus ideais... o meu nome do meio... Ya! Lembro-me que sabia de cor o nome completo dos meus amigos da escola, sabiamos o que oferecer umas ás outras, sabiamos tanto... agora nem de quem nos acompanha na vida muitas vezes sabemos... e quando muito sabemos o 1º e último nome e mais uma ou outra coisinha da vida que se vai deixando escapar. Mas... e a pessoa? Aquela pessoa ali ao teu lado... todos os dias... que musica gosta? qual é a cor favorita? que petisco prefere?... ou... qual é o nome do meio?... não sabemos! Aliás... nem queremos saber, não nos interessa pura e simplesmente...
E acaba simplesmente por ser assim em tudo na vida...até em casa... a única coisa que interessa é que a outra pessoa lá está... mas será que a outra pessoa não quer ser "notada", conquistada... sentir que tem valor enquanto pessoa e não apenas enquanto presença?
Todos! Mas TODOS sem excepção, gostamos de ser valorizados. é como fazedmos aos nossos filhos e os nossos pais fizeram a nós, que cresce connosco... "ai tão lindo fez xixi no pote!!!" Ena! Vale a pena fazer sempre xixi no pote :), basicamente, lá no fundo, no fundinho o conceito é o mesmo.
É só valorizar... e é tão simples... ás vezes basta um olhar... uma palavra de apreço... xiça mas se ate estamos mesmo a sentir isso porque não dizê-lo???? Dahhhhh, É tão bom... Eu tinha por hábito dizer ás pessoas que gostava delas... mas depois de alguns olhares tipo: "ah? não bates bem" achei por bem retair um bocadinho esse ímpeto :p.
Acho honestamente uma honra conhecer qualquer pessoa que conheça... conhecer! não é saber so o 1º e último nome... e mesmo quem temos ao nosso lado na vida... mostrar que é uma honra tê.la ao nosso lado, tê-los ali... porque são o nosso porto seguro... são  nossso últmo suspiro... são importantes... Então porque é que tudo parece mais importante?
Parece que desviei o assunto, mas não... basicamente dá tudo no mesmo... mais um carneiro no meio da multidão de carneiros(não me lembro do nome técnico, sorry), que só interessa o que o carneiro tem para dar! Oh Pá! É que o carneiro também tem sentimentos, tadinho do bicho!
E pronto, resume-se tudo a sentimentos!
Já ninguém pensa/sente sentimentos... digo tudo o que quero e me apetece... quero lá saber se magouo... deal with it... azarito!
Tantas vezes me mantenho calada só para não magoar... custo-mo dizer: Prefiro ser feliz do que ter razão", mas possa... nunca ter razão também não faz ninguem feliz :)
E lá voltamos ao mesmo...
"Quero lá saber...! Pura e simplesmente não quero saber o que sentes, o que achas, o que queres... a única coisa que quero saber é que vais lá estar!
Não interessa o que tu és, mas o que tu me dás!
E sou totalmente contra o : o que interessa é quem eu sou quando estou contigo! Ou quem me fazes sentir quando estou contigo! Ora Porra! Não interessa o que eu faço o outro sentir???
Basicamente só interessa o que tenho para dar... não interessa quem eu sou!
Só mais um carneiro no meio da multidão de carneiros (continuo sem me lembrar do nome técnico :(, mas é mesmo falta de lembrança, porque eu sou uma gaja com uma inteligência raríssima :))
E é isso...foi um desbafo... amanhã já passa!

Mas.. já agora lol:
 To whom it may concern (isto é muito hollywwodesco!)

Chamo-me Carla Carolina Pinto Bragança Dias, tenho 39 anos (xiii), sou portuense, não portista, gosto de pintar, de escrever, de ler, de cuscar,. Gosto de amarelo, de castanho com rosa e vermelho com beje, gosto de figos e diospiros, adoro coisinhas fofas lol. Adoro cozinhar, sozinha, ao som da musica que me apetecer no meomento, acompanhada por um vinhosinho tinto servido em copo de pé alto.
Detesto gastar dinheiro, ir ás comprar para a casa para mim é um martirio... mas não sou forreta! Só não gosto de dinheiro... aliás confesso que acho que ele também não gost amuito de mim :p
Sobre euzinha... pois... ainda não sei o que dizer... acho que estou em estado de choque...
Só mais um carneiro no meio da multidão de carneiros (nop)... É... Vazio1

Et Bien...
Façam o favor de ser felizes!

Até...
Carolina Dias