sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A Hipocrisia do Ser

Para que servem esses píncaros elevados da filosofia, em cima dos quais nenhum ser humano se pode colocar, e essas regras que excedem a nossa prática e as nossas forças?
Vejo frequentes vezes proporem-nos modelos de vida que nem quem os propõe nem os seus auditores têm alguma esperança de seguir ou, o que é pior, desejo de o fazer.
Da mesma folha de papel onde acabou de escrever uma sentença de condenação de um adultério, o juiz rasga um pedaço para enviar um bilhetinho amoroso à mulher de um colega.
Aquela com quem acabais de ilicitamente dar uma cambalhota, pouco depois e na vossa própria presença, bradará contra uma similar transgressão de uma sua amiga com mais severidade que o faria Pórcia.
E há quem condene homens à morte por crimes que nem sequer considera transgressões. Quando jovem, vi um gentil-homem apresentar ao povo, com uma mão, versos de notável beleza e licenciosidade, e com outra, a mais belicosa reforma teológica de que o mundo, de há muito àquela parte, teve notícia.
Assim vão os homens.
Deixa-se que as leis e os preceitos sigam o seu caminho: nós tomamos outro, não só por desregramento de costumes, mas também frequentemente por termos opiniões e juízos que lhes são contrários.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

HOJE TOU LAMÉEEEEEEEECHAS LOOOL

HOJE APETECE-ME

DIZER-TE

QUE TE AMO,
QUE SOU FELIZ,
QUE TE QUERO DAR TUDO...
QUE SOU TUA

PRÓXIMA VIDA

Na minha próxima vida, quero viver de trás para a frente. 
Começar morto, para despachar logo o assunto. Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a reforma e começar a
trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia.
Trabalhar 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo. E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de me tornar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí torno-me um bébé inocente até nascer. Por fim,passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central,serviço de quarto à disposição e com um espaço maior por cada dia que passa, e depois - "Voilá!" - desapareço num orgasmo ...

Woody Allen







segunda-feira, 18 de outubro de 2010


"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
Fernando Pessoa

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Sei que me vês
Quando os teus olhos me ignoram
Quando por dentro eu sei que choram
Sabes de mim
Eu sou aquele que se esconde
Sabe de ti, sem saber onde
Vamos fazer o que ainda não foi feito
Trago-te em mim
Mesmo que chova no verão
Queres dizer sim, mas dizes não
Vamos fazer o que ainda não foi feito
E eu sou mais do que te invento
Tu és um mundo com mundos por dentro
E temos tanto pra contar
Vem nesta noite
Fomos tão longe a vida toda
Somos um beijo que demora
Porque amanhã é sempre tarde demais
E eu sei que dói
Sei como foi andares tão só por essa rua
As vozes que te chamam e tu na tua
Esse teu corpo é o teu porto, é o teu jeito
Vamos fazer o que ainda não foi feito
Sabes quem sou, para onde vou
A vida é curva, não uma linha
As portas que se fecham e eu na minha
A tua sombra é o lugar onde me deito
Vamos fazer o que ainda não foi feito
E eu sou mais do que te invento
Tu és um mundo com mundos por dentro
E temos tanto pra contar
Vem nesta noite
Fomos tão longe a vida toda
Somos um beijo que demora
Porque amanhã é sempre tarde demais
Tens uma estrada
Tenho uma mão cheia de nada
Somos um todo imperfeito
Tu és inteira e eu desfeito
Vamos fazer o que ainda não foi feito
E eu sou mais do que te invento
Tu és um mundo com mundos por dentro
E temos tanto pra contar
Vem nesta noite
Fomos tão longe a vida toda
Somos um beijo que demora
Porque amanhã é sempre tarde demais
Vem nesta noite
Fomos tão longe a vida toda
Somos um beijo que demora
Porque amanhã é sempre tarde demais

Pedro Abrunhosa, Vamos fazer o que ainda não foi feito

... A vida talvez sejam só 3 dias
Eu quero andar sempre devagar
Até a ti chegar

Ninguém é de ninguém
Mesmo quando se ama alguém
Ninguém é de ninguém
Quando a vida nos contém
Ninguém é de ninguém
Quando dorme a meu lado
Ninguém é de ninguém
Quando fico acordado vendo-te dormir

Um raio de sol através de um vidro
Faz-me por vezes hesitar
Na vontade de estar contigo
Melodia paira no ar

João Pedro Pais , Ninguém é de ninguém

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

‎"Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde...
E por pensarem ansiosamente no futuro esquecem o presente, de forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro...
E vivem como se nunca fossem morrer...
E morrem como se nunca tivessem vivido..."

Dalai Lama

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

SAUDADES








E HOJE TENHO SAUDADES DO MEU PORTO... DA MINHA GENTE...

Há momentos, e você chega a esses momentos, em que de repente o tempo pára e acontece a eternidade.

Dostoievski, "Os Possessos"

terça-feira, 12 de outubro de 2010

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

HOJE

Hoje tou que não tou, não me apetece estar aqui, ali ou em qualquer lugar, não me apetece falar nem ouvir, não me apetece ver nem ser vista... Hoje apetece-me não ser... Hoje apetece-me desaparecer...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

E do teu colo sonho ver a chuva bater na nossa janela... e que o teu calor seja o meu calor... que os teus beijos me elevem acima das nuvens e que num abraço apertado entremos juntos naquele mundo que pertence a cada um de nós...


segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Sinto-me uma menina...
Sinto-me ansiosa...
Tenho na mente 1001 ideias, 1001 imagens...